Dica de filme: A batalha dos três reinos (Red Cliff)

Red Cliffhttps://jeronimomarana.com/index.php/2016/01/31/dica-de-filme-tres-reinos-a-ressurreicao-do-dragao-2/A Batalha dos Três Reinos (Red Cliff, rochedo vermelho em Inglês) é um épico de guerra sobre a batalha de Chibi (208-209 d.C.), que aconteceu no final da dinastia Han, precedendo o período chamado de Três Reinos (220-280). Na Ásia foi lançado em duas partes, a primeira em 2008 e a segunda em 2009, totalizando mais de quatro horas de filme, enquanto no ocidente foi lançada uma única versão de duas horas e meia em 2009. Porém a versão em duas partes foi lançada em DVD e Blue-Ray no Reino Unido.

Red Cliff - 8_thumbDiferente de Três Reinos – A ressureição do Dragão que é baseado no Romance dos Três Reinos, escrito por Luo Ganzhong no século XIV, A Batalha dos Três Reinos utiliza como base o texto histórico do século III chamado Registro dos Três Reinos e assim a representação dos personagens Cao Cao e Zhou Yu é mais historicamente correta do que em outros filmes.

A batalha de Chibi foi um episódio situado no contexto da história da China que deu base para os dois filmes, assim a maioria dos personagens principais são os mesmos em ambos: Guan Yu, Liu Bei, Zhao Yun (Zhao Zilong), Zhang Fei, Cao Cao, porém enquanto A Ressureição do Dragão conta redcliff-bros1sobre Zhao Yun, A Batalha dos Três Reinos foca na parceria entre o gênio estrategista e conselheiro chefe de Liu Bei, Zhuge Liang, que aparece em poucos momentos em A Ressureição do Dragão e Zhou Yu, vice rei do Estado de Wu. A parceria surge a partir da aliança dos estados de Shu, de Liu Bei e Wu, de Sun Quan, contra a invasão do exército de Cao Cao, do estado de Wei, aliança estabelecida pelos esforços diplomáticos de Zhuge Liang.

18940767.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxxO que destaca o filme é o tratamento dado à estratégia ao invés de focar nas cenas de luta, que são abundantes. Mas a estratégia é o tema central, mostrando principalmente a inteligência de Zhuge Liang, um personagem incrível que sabia de tudo um pouco (não só de guerra) e que foi inventor de várias armas, algo que é mostrado sutilmente no filme. Digamos que mais do que um estrategista ele era como um maestro, coordenando os exércitos como se estivesse dirigindo uma orquestra na execução de Cannon in D de Johann Pachelbel ou qualquer peça de Mozart, Beethoven ou Bach, numa parceria e amizade em perfeita harmonia com Zhou Yu. Destaque também para a trilha excelente trilha sonora, cuja música tema é impossível de esquecer. Para quem gosta de história das artes marciais e da Ásia essa é a melhor dica de filme que eu poderia dar.duet

Deixe uma resposta

One Reply to “Dica de filme: A batalha dos três reinos (Red Cliff)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *